Post

Fortalecimento muscular é fundamental para evitar lesões em todo corpo

Treinamento funcional se baseia em movimentos naturais das pessoas e é indicado também para sedentários.

26/09/2021 12:14:52
Twitter     Facebook     Google     Linkedin
Fortalecimento muscular é fundamental para evitar lesões em todo corpo

Treinamento funcional é o nome dado a uma metodologia de treinamento físico em que todas as partes do corpo são trabalhadas de forma integrada. Diferente do trabalho com pesos, que atua de forma específica para a hipertrofia muscular.

Ambas são indicadas para o fortalecimento de músculos, tendões e regiões articulares do corpo, como forma de prevenção contra lesões, mas também, na reabilitação de traumas.

O treinamento funcional não utiliza necessariamente peso e a combinação entre diferentes habilidades cria uma infinidade de variações, tornando o corpo mais inteligente, preparado para atuar em situações imprevistas, como pisar em um buraco ou mesmo desviar de obstáculos.

Um dos exercícios propostos, por exemplo, é realizar agachamentos sobre um bosu – uma meia bola com uma base -, que gera instabilidade no equilíbrio do atleta e exige força nas articulações dos tornozelos, assim como fortalece os músculos do centro do corpo e das pernas.

Como o treinamento funcional é utilizado na reabilitação de lesões?

O treinamento funcional se baseia nos movimentos naturais dos humanos, como correr, pular, agachar, girar, empurrar, se apoiar e utiliza acessórios simples, como cordas, cones, bolas, elásticos, discos e hastes.

Sendo movimentos familiares para qualquer pessoal, o treinamento consegue corrigir algumas posturas que podem estar causando ou piorando as lesões. Por exemplo, a pessoa se agacha de forma errada para levantar pesos. No treino, essa postura pode ser corrigida e reforçada para suportar novas cargas.

Existem exercícios também nesta metodologia que ajudam a aliviar musculatura tensionadas sem influenciar a área da lesão e outros que ajudam a proteger a área machucada para que a situação não piore.

Uma das características do treinamento funcional é o desenvolvimento da propriocepção, termo que define as respostas e reflexos que o corpo constrói a partir da captação de estímulos ao longo da sua vida e que vão influenciar no controle motor.

Conhecendo como o próprio corpo responde a determinado estímulo, é possível potencializar esses movimentos ou mesmo corrigi-los se estiverem forçando lesões. Como se fosse um treino para reprogramar certos movimentos que são naturais do corpo de um indivíduo.

Esta reprogramação também deve acontecer após um trauma. Com certeza, o atleta vai diminuir a confiança nos estímulos naturais do corpo depois que ele se machucou realizando algum movimento. Porém, essa falta de confiança leva a um menor controle neuromuscular, deixando o atleta exposto a novas lesões.

Também, é através da propriocepção que são trabalhados músculos que não são ativados de forma voluntária, geralmente os músculos mais profundos.

Trabalho de força e estabilidade articular  

Dois focos do treinamento funcional são o trabalho de força e a estabilidade articular. Para tratar lesões e evitar que novas aconteçam, exercícios de trabalho de força são recomendados para melhorar a estabilização das articulações durante os movimentos.

A estabilidade articular, conta com os ligamentos como mecanismos próprios de equilíbrio passivo, que não precisam de ativação do sistema nervoso para funcionarem e conta com os músculos, que atuam de forma ativo. Por serem dois componentes essenciais na prevenção de lesões, precisam ser trabalhados no treinamento para serem fortalecidos.  

Enfim, é consenso entre especialistas em ortopedia que o fortalecimento muscular é um dos principais fatores de prevenção contra lesões. Seja para pessoas altamente ativas ou mesmo para sedentárias, que de qualquer maneira realizam movimentos repetitivos ao longo da vida em atividades comuns.




Comentários