Post

Conheça as cinco lesões mais comuns na prática esportiva

Entre as muitas lesões que podem acometer quem pratica atividades físicas ou esportivas, cinco são mais frequentes. Entre elas está a distensão muscular.

26/09/2021 13:23:58
Twitter     Facebook     Google     Linkedin
Conheça as cinco lesões mais comuns na prática esportiva

Não são apenas atletas profissionais e de alto rendimento que sofrem com lesões do esporte. Os atletas amadores, também chamados de atletas de fim de semana, fazem parte desse grupo que estão expostos a muitos tipos de lesões, que, em maior ou menor gravidade, podem comprometer a prática de atividades físicas. 

“Há cada vez mais pessoas que se dedicam à prática esportiva, não só aos finais de semana, mas também de forma mais regular o que acaba aumentado a exposição a lesões, seja pela falta adequada de preparação ou até mesmo devido uma sobrecarga nessa atividade física sem orientação”, explica Dr. Claudio Kawasaki, médico ortopedista da Orthop, clínica de Ribeirão Preto especializada em lesões do esporte. 

De uma simples caminhada a uma corrida mais intensa, no futebol, no vôlei, na prática de artes marciais, no ciclismo, natação ou até mesmo na academia, as lesões, mais cedo ou mais tarde, podem aparecer. 

Em todos os casos de contusões, é sempre importante não se automedicar e procurar ajuda especializada, pois lesões maltratadas ou mal curadas podem evoluir para casos mais complicados, podendo até mesmo levar a cirurgias. 

Confira abaixo quais são as cinco lesões mais comuns que podem comprometer a prática esportiva: 

Distensão muscular: também chamada de estiramento, ocorre quando o músculo estica demais e há rupturas de fibras no local da lesão, como no tendão, que liga o músculo ao osso. Geralmente estão associadas ao esforço excessivo ou brusco do músculo, como é o caso da corrida mais intensa ou ‘arrancada’ no futebol, por exemplo. 

Após identificada a lesão, é recomendada a aplicação de gelo no local, repouso e em muitos casos a indicação analgésicos e anti-inflamatórios para diminuição da dor. Na sequência, o paciente deve iniciar a fisioterapia para uma reabilitação adequada. 

Luxações: esse tipo de lesão acontece quando há o deslocamento de uma articulação da sua posição normal. A luxação é um trauma bastante doloroso e suas principais causas são as quedas e impactos bruscos. Podem acometer qualquer parte do corpo, sobretudo membros inferiores, como pés, tornozelos e joelhos, mas também são bastante comuns nos ombros, punho, cotovelos e quadril. 

Basicamente, qualquer parte do corpo que possua uma articulação está sujeita a luxações. O tratamento exige atendimento clínico para recolocar os ossos deslocados no lugar, além de uma avaliação do grau de lesão. Pode-se recomendar também o uso de medicamentos para alivio da dor. 

Geralmente uma região que já foi luxada pode ficar mais suscetível a lesões repetitivas. Por isso a reabilitação adequada, fisioterapia e fortalecimento muscular são importantes para evitar traumas mais sérios. 

Entorse: são lesões dos ligamentos articulares que ocorrem devido ao movimento brusco ou torção inesperada das articulações, com o deslocamento dessas superfícies articulares. Como nos casos acima, o médico especialista deve avaliar a gravidade da entorse, se ouve ou não ruptura de ligamentos. A partir do diagnóstico, o paciente é submetido a repouso é recomendada a compressa com gelo para diminuir inchaço e aliviar a dor. Neste caso, o uso de medicações analgésicas também pode ser receitado. 

Tendinite: é uma condição na qual há inflamação no tecido que liga o músculo ao osso. Pode-se dizer que é uma resposta inflamatória a lesões repetitivas em um tendão. A falta de alongamento ou de fortalecimento muscular, bem como sobrecarga e movimentos respetivos nessas estruturas estão entre as causas mais comuns das tendinites. Se não for cuidada, pode se tornar um problema crônico e comprometer a qualidade de vida devido a dores e limitação de movimentos. 

Ruptura de tendão ou ligamento: muito comum nos joelhos, as rupturas de tendões e de ligamentos acontecem quando há, como sugere o nome, uma lesão que ocasiona o rompimento (total ou parcial) dessas estruturas. 

Em alguns casos, há indicação cirúrgica para reconstrução dos ligamentos ou tendões afetados. A avaliação médica é fundamental para o diagnóstico e a indicação do tratamento. 

Em todos os casos, o fortalecimento muscular e alongamento ajuda na prevenção destas lesões. Mas caso a lesão já tenha se instalado, seguir as orientações médicas e fazer o tratamento de forma adequada (repouso, medicações, fisioterapia) é melhor maneira de se reabilitar.



Comentários