Post

Joanete: conheça sua causa e os tipos de tratamentos

Especialistas da clínica Orthop oriente como deformidade pode ser evitada e também tratada.

30/10/2020 16:44:27
Twitter     Facebook     Google     Linkedin
Joanete: conheça sua causa e os tipos de tratamentos

O pé humano é uma estrutura extremamente complexa constituído por músculos, grandes e pequenos ossos, ligamentos, articulações e tendões. Além disso, é a linha de chegada de sustentação do peso do nosso corpo quando estamos em pé.

Por sua complexidade, não é de se estranhar que esteja sujeito a alterações anatômicas, sendo o mais comum – especialmente entre as mulheres -, o joanete.

Joanete é uma deformação que afeta o osso do pé, aparecendo em uma das laterais, próxima aos dedos. Quando afeta o dedão, primeiro dedo, recebe o nome de Hallux Valgus; quando aparece no mindinho, o quinto dedo, é conhecido como Joanete Sastre, Bunionette ou Joanete de Alfaiate.

Como o joanete se forma?

O joanete pode ser provocado por diferentes fatores. Um deles é a mecânica anormal dos pés.

Quando se usa sapatos muito apertados que vão machucando os ossos; quando a pisada está incorreta, sobrecarregando um dos lados do pé; quando se usa muito sapato de bico fino ou mesmo muito salto alto, obrigando os pés a se readaptarem à pisada para manter o equilíbrio do corpo.

“Outro motivo é a hereditariedade. Quase 60% dos casos são comprovados de que já havia um histórico familiar. Outra causa podem ser doenças reumáticas já existentes, como a artrite”, comenta o Dr. Gustavo Maximiano, ortopedista especialista em pés e tornozelo da Clínica Orthop de Ribeirão Preto, que ainda explica: “o que acontece é um desalinhamento entre as articulações e os ossos dos dedos dos pés”.

Tratamento para joanete

O tratamento vai depender do estágio de evolução de cada caso, por isso, é importante consultar um especialista, que vai solicitar exames não só ortopédicos, como também da saúde em geral para pensar na melhor intervenção, seja um tratamento conservador ou uma cirurgia.

O tratamento conservador não tem o objetivo de eliminar o joanete, mas diminuir o seu desconforto e evitar que progrida. Possivelmente a primeira orientação do especialista será a troca dos sapatos, que precisam ser mais folgados, sem saltos ou saltos mais baixos, mais macios, pontas quadradas ou arredondas, evitando assim, o aperto dos dedos.

“Em casos mais avançados, pode acontecer do dedo maior encavalar sobre os menores ou se colocar debaixo dos outros dedos. Para evitar ou retardar este estágio, a orientação é a utilização de um separador de dedos. Além desses, existem protetores de joanete, desenvolvidos em diferentes materiais, que podem evitar o atrito com o sapato e diminuir os riscos de lesionar ainda mais os pés”, diz Dr. Gustavo Maximiano.

Cirurgia de joanete

Agora, se o caso for para correção da deformidade, a intervenção necessita ser cirúrgica. Para cada paciente, um tipo de manobra pode ser sugerida pelo especialista, que vai avaliar o estágio de desenvolvimento da deformidade, a anatomia do pé, a saúde geral do paciente, entre outros fatores.

Não existe uma forma única de se realizar essa operação, mas entre os tipos, os especialistas optam pela técnica aberta ou fechada, chamada de percutânea.

“A percutânea é menos invasiva, acelerando a recuperação do paciente, além de ter um pós-operatório mais tranquilo. Nessa cirurgia, atuamos como em uma artroscopia, fazendo pequenos furos no pé, por onde inserimos os instrumentos que vão nos ajudar a remodelar os ossos”, explica o especialista.

O paciente pode ser liberado no mesmo dia ou dia seguinte, precisando seguir a orientação de não usar sapatos fechados por pelo menos 4 semanas. Se necessário, serão indicadas sessões de fisioterapia para reabilitação da pisada. 



Dr. Gustavo Maximiano

Ortopedia e Traumatologia

CRM 134.921


Comentários









Jordana Penha

Fiz a cirurgia percutânea com o Dr Gustavo, e sou só elogios . Excelente profissional e o resultado foi fantástico. Faz 04 meses e estou muito satisfeita com o resultado

07/06/2020 06:14:59