Post

Artroplastia de quadril: cirurgia com alto índice de satisfação na avaliação dos pacientes

A cirurgia de quadril é o caminho mais indicado quando os tratamentos convencionais não apresentam mais efeitos que contribuam para a melhoria dos sintomas.

20/07/2019 14:55:52
Twitter     Facebook     Google     Linkedin
Artroplastia de quadril: cirurgia com alto índice de satisfação na avaliação dos pacientes

Convivência com dor crônica, limitação de movimentos e desconforto generalizado em qualquer posição, seja em pé, sentado ou na locomoção, são queixas frequentes de pacientes que apresentam artrose de quadril.

Como a lesão é em muitos casos progressiva, a cirurgia é o caminho mais indicado para devolver a qualidade de vida do paciente, principalmente quando os tratamentos convencionais e conservadores, não invasivos, não apresentam mais efeitos que contribuam para a melhoria dos sintomas.

A boa notícia para quem precisa passar por uma cirurgia de prótese de quadril - ou artroplastia -  é que o procedimento está entre as cirurgias ortopédicas com maior índice de satisfação em todo o mundo.  

“O procedimento consegue devolver ao paciente a qualidade de vida após longos período de dor e de limitações. Apesar de ser um procedimento invasivo com um tempo de reabilitação mais longo, as técnicas e instrumentos estão mais avançados e colaboram para um quadro de sucesso e para posicionar a cirurgia nesse patamar de uma das mais bem sucedidas na avaliação dos pacientes que realizam intervenções cirúrgicas na ortopedia”, explica Dr. Thiago José Mari, médico ortopedista especialista em quadril na Clinica Orthop, em Ribeirão Preto/SP.

Artroplastia de quadril: quando é melhor operar?

Para o médico especialista Dr. Thiago José Mari, a artroplastia é indicada em casos de artrose de quadril ou qualquer tipo de lesão em que ocorra a degeneração das articulações do quadril. Casos específicos como traumas severos, tendinites, rupturas e fraturas também podem estar entre as situações em que o procedimento cirúrgico dessa natureza  é indicado.

“A frequência maior dessa cirurgia é em casos de artrose, sobretudo quando o paciente não encontra mais melhoras da dor no tratamento conservador, com o uso de medicações. Geralmente o público que passa por esse procedimento é mais velho, na casa dos 60 anos”, explica.

A artrose é uma doença progressiva que causa dor crônica que acomete a articulação do quadril, causando inflamação e degeneração das estruturas, como ossos e cartilagens.

A principal causa, assim como outras lesões ortopédicas, como nos joelhos, está associada a sobrecarga e impacto prolongados que essa região recebe, seja as atividades diárias, por excesso de peso, atividades físicas amadoras ou profissionais.

Uma das principais características da artrose de quadril é sua natureza degenerativa, por isso atinge mais pessoas com idade acima dos 60 anos. Os principais sintomas relatados pelos pacientes são:

Dor e rigidez em locais próximos à articulação, como nas nádegas, região lombar,  virilha, lateral da coxa e até mesmo joelhos;

Limitação ou restrição de movimentos: o paciente apresenta dificuldade para a realização de atividades diárias, com o comprometido de movimentos corriqueiros, como abaixar-se ou levantar-se, entrar e sair do carro ou para calçar sapatos.

Como em qualquer doença progressiva, os sintomas são leves no início e tendem a progredir, causando dor intensas que não melhoram com o repouso.

 “O desconforto com o passar do tempo pode chegar a ser incapacitante e nesses casos a cirurgia de quadril, com a colocação de prótese é a melhor indicação para o tratamento”, avalia Dr. Thiago que explica que atualmente, com novas técnicas, mais precisas e melhores instrumentos, como o auxílio da medicina diagnóstica por imagem, a cirurgia tem tudo para ser bem sucedida, por isso seu alto grau de satisfação.

A artroplastia de quadril irá substituir a articulação comprometida por  uma prótese, geralmente metálica. Como o procedimento é  bastante invasivo,  o pós-cirúrgico exige um tempo prolongado para a recuperação.

“Após a cirurgia, o paciente deve ficar em repouso regular, por cerca de seis semanas, para que aconteça a fixação da prótese. Recomenda-se, dessa forma, o uso de andadores para restrição da carga no quadril e que se inicie a fisioterapia o quanto antes para uma reabilitação efetiva”, finaliza.  



Comentários









elizeu

Minha esposa sofre de uma dor muscular di quadril pra coxa mais nao pode tomar remedio de dor.a pressao sobi...o q faser

16/03/2018 15:45:53

elizeu

Minha esposa sofre de uma dor muscular di quadril pra coxa mais nao pode tomar remedio de dor.a pressao sobi...o q faser

16/03/2018 15:47:36